Pelo DIREITO de amamentar em público!

Uma coisa tão normal quanto amamentar vem sendo um grande problema, ultimamente, para as jovens mães. Aparentemente, de uma hora para a outra, virou um desrespeito amamentar em público. As mães são “obrigadas” a se tampar, a tampar as crianças, o seio, e, dependendo do tamanho da vergonha ao ser abordada por estranhos ditando o que ela deve ou não fazer, tampar até o rosto. Acontece que, ao contrário do que anda rolando por aí, não: elas não são obrigadas. Pra dizer porque eu não acho que essa polêmica tenha cabimento, vou te dar dois argumentos.

O primeiro é o da espécie. Somos animais, e somos mamíferos. Ou seja: quando criança, nós mamamos. E, quando crianças, não sabemos a horacerta de ficar com fome. Veja só: pode ser no meio da madrugada, esse horário ingrato que só mães e pais conhecem, ou pode ser no meio da rua, no meio do ônibus, dentro do consultório médico ou do salão de beleza. E não adianta tentarmos explicar pro neném, em prantos, as regras da moralidade e bons costumes que os estranhos gritam com a gente, porque ele não vai entender. E vai continuar com fome. Precisamos nos apegar mais ao sentido prático das coisas: por mais que nos julguemos muito importante, somos animais. Temos instintos primários, e alimentar nossa cria quando ela precisa ser alimentada é um deles. É porque nossas mães não negligenciaram essa necessidade que estamos hoje todos vivos, lendo esse texto. E alguns de nós julgam as mulheres que amamentam em público se esquecendo que, um dia, eles foram a criança a chorar de fome, no colo. Portanto, antes de querer tampar as mamães com uma burca, lembre-se que a amamentação a olhos vistos não só não está errada como também é a melhor saída para garantir a sobrevivência da criança – e você já foi beneficiado(a) com isso.

O segundo é o da naturalidade. Um peito desnudo, por acaso, é coisa de outro mundo? Uma mãe que amamenta seu bebê não está mostrando os seios com caráter sexual, ou de protesto. Ela simplesmente precisa colocar o seio para fora da blusa porque, convenhamos, ficaria muito difícil amamentar vestida, só porque tem gente incomodada com a cena. É injusto querer tampar uma mãe por um peito de fora quando temos coisas mais importantes com as quais nos preocupar, como o abuso sexual que muitas mulheres sofrem, estando plenamente vestidas. E com o constrangimento que é causado a uma mãe que só quer o bem estar do seu filho, quando opta por amamentar em público. Você já parou pra pensar que pode ser uma mãe de primeira viagem, assustada com o filho chorando pela primeira vez no meio de uma multidão (quem é mãe sabe, se a criança chora perto de duas outras pessoas, isso já é uma multidão)? E que, com uma atitude mesquinha e despropositada, pode traumatizá-la – ou, no mínimo, acabar com seu dia, que já não deve ser fácil?

Pedir que se tampem os seios das mães que amamentam em público é injusto, indelicado e extremamente absurdo. Mães podem – e devem – atender ao chamado de seus filhos, de suas crias, quando e onde esse chamado acontecer. E pra quem achar ruim fica a dica das nossas avós, que com certeza também foram amamentadas – e amamentaram – em público: os incomodados que se retirem. E, por favor, sem dar escândalo!

Obrigada. 🙂

Posts Recentes